Sexta, 26 Novembro 2021 18:19

LUTA CONTRA O CÂNCER | Diagnóstico precoce aumenta as chances de cura Destaque

Escrito por Aymê Tavares
LUTA CONTRA O CÂNCER | Diagnóstico precoce aumenta as chances de cura Ascom/Sesau

Este sábado, 27, é o Dia Nacional de Combate ao Câncer e especialistas reforçam que o diagnóstico precoce e o tratamento adequado aumentam, de forma considerável, as chances de cura.

Em Roraima, o Governo do Estado, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), disponibiliza o tratamento para pacientes com câncer. Os serviços são realizados na Unacon (Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia), que disponibiliza 28 serviços exclusivos a pessoas com câncer, incluindo cirurgias oncológicas, quimioterapia e mastologia, além do acompanhamento ambulatorial por uma equipe multiprofissional.

“Nessa data, queremos lembrar que a luta contra o câncer é árdua, mas com fé e com o apoio de todos é possível vencer essa batalha. O tratamento faz parte do processo de recuperação do paciente e temos investido nessa área da saúde para que o serviço possa ser executado de forma completa”, esclareceu o governador Antonio Denarium.

Nos últimos, entre os tipos de câncer com maior incidência registrados na Unacon, estão mama (128), pele (116), útero (110), próstata (49) e colorretal (48).

“O câncer de mama é o de maior incidência entre as mulheres e mexe com a autoconfiança e sentimentos difíceis, por isso, é importante manter os exames de rotina e fazer o acompanhamento médico, pois o auxílio do profissional qualificado faz toda a diferença mesmo depois da cura”, pontuou o secretário Leocádio Vasconcelos.

Acompanhamento psicológico é fundamental para o tratamento

De acordo com a psicóloga da Unacon, Nara Lisiane, que atua com pacientes oncológicos, o serviço de acompanhamento psicológico é fundamental para manter o equilíbrio emocional do paciente durante o tratamento, pois o desenvolvimento de quadros depressivos ou de ansiedade pode fazê-lo querer desistir.

"Cada profissional na sua especialidade é de suma importância, e a psicologia contribui no sentido de apoiar o paciente, ser para ele uma escuta qualificada, no momento de desespero e insegurança, esse é o espaço em que ele pode se fortalecer e criar estratégias de enfrentamento para lidar com esse tratamento que muitas vezes é longo e invasivo”, enfatizou a psicóloga.

Ela ressalta que no serviço de oncologia é obrigatória a participação da equipe um profissional da psicologia.

“Justamente por se considerar esse sujeito na sua integralidade e não só um corpo físico, mas sim, corpo e mente juntos. O câncer não é o fim e pode ser um novo começo, mas para vencer o câncer o paciente precisa do auxílio emocional”, reforçou.

Pacientes relatam a superação durante o tratamento

Para a psicóloga e professora, Elcyane Borges, receber a confirmação de um câncer não foi fácil. Aos 46 anos ela viveu momentos de incredulidade, e muito medo ao ser diagnosticado com câncer de mama.

“Tive dois momentos realmente difíceis, o primeiro foi o próprio diagnóstico que envolve todo choque inicial, quando percebemos o quanto somos frágeis e finitos, e o medo mesmo foi durante a quimioterapia, por mais de uma vez cheguei a pensar que o que me mataria não seria o câncer, mas o tratamento que foi muito difícil, pois tive muitas complicações e internações”, disse a psicóloga.

A paciente deu entrada na Unacon em agosto de 2019, e teve um acompanhamento completo, que envolveu o médico oncologista, psicólogo, nutricionista, fisioterapeuta e muita mais, por isso ela destaca a importância da equipe durante todo o tratamento.

“O câncer é uma doença que ainda carrega o estigma de sofrimento, dor e morte. O diagnóstico causou um grande impacto emocional para mim, então foi muito importante o acompanhamento psicológico, mesmo sendo psicóloga para mim foi essencial, durante todo o tratamento, agora estou curada, mas ainda faço acompanhamento na unidade”, completou Elcyane.

Hoje curada do câncer, seu principal conselho de prevenção é que as pessoas mantenham um estilo de vida saudável e façam exame regularmente, para as pessoas que estão em tratamento a mensagem é de fé e cuidado.

“Após todo o tratamento, eu e uma amiga de câncer, resolvemos escrever um livro intitulado ‘Cartas Oncológicas: a vida uma oportunidade para ser feliz’, onde relatamos nossa trajetória de cura, e mostramos que a cura vai muito além do prognóstico, representa a transformação de dentro para fora”, concluiu.