Quinta, 23 Dezembro 2021 12:03

Governador Antonio Denarium anuncia pagamento de R$ 48 milhões para trabalhadores da educação Destaque

Escrito por Mágida Azulay Kathab e Leandro Freitas
Governador Antonio Denarium anuncia pagamento de R$ 48 milhões para trabalhadores da educação Ederson Brito

O governador Antonio Denarium autorizou o pagamento de parcela pecuniária extraordinária para mais de 8 mil servidores da secretaria de educação, totalizando R$ 48 milhões que serão destinados exclusivamente aos profissionais da educação. A mensagem governamental e o projeto de Lei que tratam o assunto foram encaminhados na manhã desta quinta-feira, 23, para a Assembleia Legislativa de Roraima, para votação em regime de urgência.

Serão beneficiados servidores do quadro efetivo, temporários e comissionados que atuam nas áreas pedagógicas e administrativas. Cada servidor receberá o valor de R$ 6 mil em uma única parcela a ser paga em folha suplementar até 31 de dezembro.

A decisão do governador Antonio Denarium em efetuar este pagamento demonstra o reconhecimento e a valorização dos servidores, que ao longo desses anos enfrentaram a crise da pandemia e ajudaram o governo na reconstrução do Estado.

O incentivo financeiro exclusivo aos servidores da educação só está sendo possível em função do trabalho de reestruturação do Estado, que começou em 2019, com a organização das contas públicas para obter o equilíbrio e graças ao trabalho esse equilíbrio aconteceu, transformando Roraima em um dos estados com os melhores índices do Brasil.

O governador Antonio Denarium destaca a importância da ação. “Quero poder fazer isso em todo o Governo. Cada melhoria das contas do Estado temos que compartilhar com as pessoas que nos ajudam a construir e reconstruir Roraima. Esse é o meu compromisso”, pontou o governador.

O presidente da Assembleia Legislativa de Roraima, deputado estadual Soldado Sampaio, convocou uma sessão extraordinária para votação do PL que vai permitir o pagamento desse benefício aos trabalhadores da educação. “Vamos votar esse PL em regime de urgência para ser sancionado pelo governador ainda hoje [dia 23 de dezembro] e o Governo poder efetuar o pagamento para esses trabalhadores da educação”, disse.