Quinta, 27 Janeiro 2022 09:38

MEDIDAS PREVENTIVAS | Municípios são orientados sobre circulação da variante Ômicron em Roraima Destaque

Escrito por Lidiane Oliveira
MEDIDAS PREVENTIVAS | Municípios são orientados sobre circulação da variante Ômicron em Roraima Secom

Nesta quarta-feira, dia 26, a Sesau (Secretaria de Saúde), por meio da CGVS (Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde), emitiu Nota de Alerta para todos os municípios de Roraima, informando sobre a confirmação de circulação da variante SARS-CoV-2 – Ômicron, em Roraima.

O objetivo é orientar gestores e profissionais de saúde para a importância das medidas de segurança, a fim de evitar o avanço da pandemia e aumento de infecções do coronavírus.

Em Roraima, de acordo com o Relatório de Circulação de Linhagens de SARS-CoV-2, das 20 amostras seqüenciadas, 100% tiveram resultado para a Ômicron, confirmando a presença da variante no Estado.

Recomendações e orientações realizadas pela Vigilância em Saúde

- Notificar, imediatamente, todos os casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 no e-SUS Notifica, e, no caso de internação, notificar também no SIVEP-Gripe e comunicar para a Secretaria de Municipal de Saúde de sua abrangência;

- Aumentar a cobertura vacinal e aplicar a dose de reforço para a população alvo;

- Reforçar as medidas não farmacológicas;

- Reforçar as medidas de segurança ao paciente em âmbito ambulatorial e hospitalar, visando à redução da transmissão;

- Realizar exames confirmatórios: Teste rápido de antígeno (TR-Ag) ou Teste molecular (RT-PCR), para os casos suspeitos sintomáticos que atendam as novas recomendações, conforme a Norma Técnica N 01/22/CGVS/SESAU, idealmente com menos de sete dias de início dos sintomas;

- Paciente que apresentar TR-Ag negativo deverá ser realizado teste molecular (RT-PCR);

- Destaca-se a importância da realização de teste molecular (RT-PCR) para o  SARS-CoV-2, uma vez que é fundamental a realização da Vigilância Genômica;

- Encaminhar para o LACEN- RR as amostras de Swab coletadas para o teste molecular (RT-PCR), devidamente identificadas com a requisição do GAL e ficha de notificação, em até 72 horas após a coleta e devidamente acondicionadas e transportadas.

Medidas de Vigilância Epidemiológica

- Realizar uma sequência direcionada e representativa de casos comunitários para detectar precocemente e monitorar a incidência da variante;

- Melhorar a busca ativa e o rastreamento de contatos e o isolamento de casos suspeitos e confirmados da Covid-19;

- Recomendar que se evitem aglomerações;

- Reforçar a importância da vacinação (esquema completo e dose de reforço) para a população-alvo.