Sexta, 30 Agosto 2019 16:39

Sesau | volta a oferecer cirurgias cardíacas em Roraima após 5 anos Destaque

Escrito por EDUMAR JUNIOR

O Governo de Roraima por meio da Sesau (Secretaria de Saúde) voltou a oferecer aos pacientes com problemas cardíacos, o procedimento de angioplastia. Na manhã desta sexta-feira (30) foi assinado um contrato de cinco anos com a empresa Lifecor, que será responsável pelas cirurgias.

Na quinta-feira (29), o primeiro paciente foi operado no Hospital Lotty Iris, e com um procedimento inédito de angioplastia com stent farmacológico.

Em coletiva de imprensa, o governador Antonio Denarium, acompanhado da secretária de Saúde Cecília Lorenzon e da  equipe médica que realizou a cirurgia, deu detalhes do procedimento.

Antonio Denarium ressaltou que só nos últimos 90 dias mais de 1.000 cirurgias foram realizadas nos hospitais de Roraima e comemorou mais uma vitória no desafio de melhorar a qualidade da saúde em Roraima.

“Retomamos as cirurgias do coração que não vinham sendo feitas desde 2014. Estamos fazendo agora hemodinâmica, cateterismo, angiografia, angioplastia para que os nossos pacientes não tenham que procurar outros centros, em outros Estados”, destacou o governador.

A angioplastia é um tratamento invasivo feito por meio da passagem de um cateter inserido no corpo pela perna ou pelo braço do paciente e direcionado até o coração. Esse cateter tem a função de desobstruir as áreas comprometidas e aumentar o volume de sangue direcionado ao coração.

A secretária de Saúde, Cecília Lorenzon, explicou que a ideia de contratar a empresa para realizar as cirurgias em Roraima, surgiu a partir de um estudo de preço e da qualidade dos médicos. Ela destacou que os profissionais que atuam em Roraima são referência no país e que o custo do procedimento vai cair 73%.

“O custo só da UTI aérea é de  R$140 mil, com a cirurgia e a ajuda de custo do paciente e do acompanhante, o gasto por cirurgia não saia por menos de R$ 170 mil. Agora, cada cirurgia vai custar de R$ 20 a R$ 25 mil. A nossa ideia foi facilitar o tratamento para o paciente e a função de acompanhante para os familiares, proporcionando mais conforto, porque eles não teriam mais que se deslocar para outros Estados”, disse.

De acordo com a secretária, esse procedimento é uma inovação no SUS [Sistema Único de Saúde]. "É considerado o melhor serviço que existe hoje", enfatizou.

“Significa dizer que estamos oferecendo o melhor serviço que há pelo melhor preço.

Cada vez que a população precisar dessa cirurgia será  encaminhado para que a empresa credenciada realize o serviço”, complementou.