Sexta, 25 Novembro 2022 09:10

Roraima participa de simulado de Medidas contra a Peste Suína Africana Destaque

Escrito por Elias Venâncio
Roraima participa de simulado de Medidas contra a Peste Suína Africana Ascom/Aderr

Um exercício simulado de atuação frente a ocorrência de peste suína africana está sendo realizado em Santa Catarina.

 

O chefe do programa de suinocultura da Aderr (Agência De Defesa Agropecuária), Murilo Dias, está participando do treinamento, visando o aprendizado das medidas a serem tomadas, caso haja um foco da doença no Estado.

 

O simulado, que vai até o próximo dia 26, tem participação de representantes técnicos de todas as Agências de Defesa do Brasil, de participantes de outros países e da Organização Mundial de Saúde Animal.

 

No treinamento, segundo informou Murilo Dias, foi instalado um Centro de Operações de Emergência zoossanitária, para que os participantes pratiquem a organização e os procedimentos técnicos como a vigilância e investigação clínica e epidemiológica.

 

Além de ações de biossegurança, colheita e envio de amostras para diagnóstico laboratorial, eliminação de focos, limpeza, desinfecção de instalações, controle e inspeção do trânsito de veículos na região, assim como o uso de softwares para coleta e processamento de dados e gestão da informação. Também serão exercitadas atividades de planejamento, proposição de uma zona de contenção e atividades de comunicação de risco.

 

“Esse simulado é muito importante, pois vai nos capacitar para uma situação emergêncial de ocorrência de um foco da peste suína africana para que haja a contenção da doença e não a deixar avançar pelo país”, ressaltou Murilo Dias.

 

Plano de Contingência para Peste Suína Africana

 

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento apresentou um Plano de contingência com os princípios, as estratégias e os procedimentos para a contenção e a erradicação de focos de Peste Suína Africana.

 

O documento foi elaborado pelo Departamento de Saúde Animal da Secretaria de Defesa Agropecuária, com a contribuição de diferentes agentes do serviço veterinário oficial brasileiro, de instituições de ensino e de pesquisa e de entidades representativas do setor privado (produção e indústria).

 

Segundo o Plano, em caso de ocorrência da peste suína no Brasil, será declarado estado de emergência zoossanitária pelo Ministério e se dará início ao conjunto de atividades descritas nos planos de contingência, tendo em vista a condição de país livre da doença e as graves consequências econômicas e sociais advindas.

 

A DOENÇA

A Peste Suína Africana é uma doença viral que não oferece risco à saúde humana, mas pode dizimar criações de suínos, pois é altamente transmissível.

 

No Brasil, o último foco da doença foi registrado em 1981 e o país foi declarado livre da PSA em 5 de dezembro de 1984. Até o momento, não existe vacina com eficácia comprovada contra a doença.