×

Aviso

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 280

O Governo de Roraima está realizando, desde o dia 4 de novembro, a regularização de lotes urbanos dos moradores do São Bento. A ação, realizada por meio do Iteraima (Instituto de Terras e Colonização de Roraima), faz parte do programa Aqui Tem Dono e deve permanecer no bairro até o dia 3 de dezembro, para que todos os moradores possam ser atendidos.

Desde o início da ação, as equipes já atenderam 892 moradores na unidade móvel e já visitaram 549 casas no bairro. O presidente do Iteraima, Márcio Grangeiro, falou da importância de os moradores procurarem as equipes do Instituto para regularizarem seus lotes.

“Nós convocamos a população que ali reside, que nos procure na nossa unidade móvel, para que a gente possa fazer o atendimento correto, para que todos possam ter acesso ao título definitivo. É um grande trabalho do Governo do Estado, levando dignidade a todas aquelas pessoas que ali moram”, destacou.

O governador Antonio Denarium enfatizou a importância do programa e o trabalho desenvolvido pelo Governo. “O Aqui Tem Dono” é o maior programa de regularização fundiária da história de Roraima. Estamos entregando títulos definitivos em áreas rurais e urbanas O Governo tem equipes em todo o Estado, em cada vila, em cada cidade, trabalhando na regularização fundiária. É um compromisso nosso”, ressaltou.

A servidora pública Antonilde Silva Feitosa, de 55 anos, moradora do bairro São Bento desde 2004, disse que ficou surpresa ao receber o atendimento da equipe do Iteraima em sua residência.

“Eu fiquei muito surpresa, achei isso muito válido, principalmente pra mim por causa da dificuldade de locomoção, o Iteraima está de parabéns”, falou a moradora.

O PROCEDIMENTO

Conforme o presidente do Iteraima, a ação consiste em substituir o documento de Concessão de Uso Especial para Fins de Moradia pelo Título Definitivo. Dos 2.125 lotes do bairro São Bento, 1.582 possuem a Concessão de Uso.

Os moradores que têm este documento devem apresentar junto às equipes do Instituto, junto com a carteira de identidade e CPF (Cadastro de Pessoas Físicas). Os demais moradores que não possuem devem solicitar a abertura do processo de regularização do lote. Os que já possuem processo e ainda não receberam a Concessão de Uso devem aguardar as equipes de vistoria.

A unidade móvel está instalada na Avenida dos Passarinhos, esquina com a Rua Severino Pereira da Silva, (Quadra 363, Lote 53) - bairro  São Bento. Os atendimentos ocorrem de segunda-feira a sexta-feira, das 7h30 às 13h30.

 

Na manhã desta quarta-feira, dia 17, o Governo do Estado, por meio da Caer (Companhia de Água e Esgoto de Roraima) lançou o programa Água para Todos. O evento ocorreu no auditório Dagmar Ramalho, na sede da Companhia, com a presença de autoridades estaduais e representantes de associações de moradores de bairros.

Serão investidos R$ 60 milhões para garantir saneamento básico em todo o Estado. O programa visa beneficiar a população com água potável e encanada nas residências da Capital, onde serão implantados no sistema de abastecimento,  reservatórios, subestações, casa de químicas com laboratórios e 76. 216 mil metros de rede de distribuição de água potável, além de 5.672 ligações domiciliares, que beneficiarão cerca de 22 mil pessoas, nos bairros João de Barro, Pedra Pintada, Nova Vida e Jardim das Copaíbas.

“Água é saúde, um direito do cidadão é uma obrigação do governo levar água de boa qualidade à população. Na história da Caer, em 30 anos foram construídos 170 poços artesianos mas, na nossa gestão, com dois anos, já estamos concluindo a perfuração de 90 poços artesianos. É o governo levando o direito do cidadão para toda a população”, destacou o governador Antonio Denarium.

Para a presidente da associação de moradores do Pedra Pintada, Nilmara Suely Melo, o programa Água para Todos é fundamental para as famílias que dependem e necessitam de água.  “Quero dizer para o governador que esse foi o ato mais maravilhoso e humano que ele tem feito em prol das pessoas mais carentes”, afirmou.

O Água para Todos também prevê a perfuração de 40 novos poços artesianos, sendo 15 na Capital e 25 no Interior, com investimento de mais de R$ 6 milhões. O programa ainda contempla a instalação de 5 mil caixas d'água de 1.000 mil litros, com investimento no total de R$  17,6 milhões, beneficiando a população de baixa renda na Capital.

Interior

O interior do Estado também será atendido com a construção de novas agências de atendimento, nos municípios de Rorainópolis, Mucajaí, São Luiz, Uiramutã e Amajari (vila do Tepequém), com investimento de R$ 3,3 milhões.

O Governo do Estado também vai investir em sistemas com rede distribuição, poços, reservatórios e ligações domiciliares em 20 vilas no interior. A estimativa é beneficiar 10 mil pessoas, com investimento de cerca de R$ 19 milhões. 

Os municípios e vilas atendidas são: Alto Alegre (vilas Samaúma e Recrear); Amajari (Tepequém, Vila Nova, Projeto Assentamento Amajari); Bonfim (vila Primavera); Cantá (vilas Santa Rita, São José, Aguiar, Progresso, Taboca, Fonte Nova, São Raimundo e Rodrigão); Caracarai (vilas Itã, no Km 75, Baraúna, no Km 55, e Vista Alegre); Mucajaí (vilas Nova, Roxinho, Penha, Antônio Silva e Pirilândia).

 

 

Dentre as ações do Governo de Roraima para promover o desenvolvimento do Estado, está a execução de projetos de eletrificação nas áreas rurais. Caracaraí será mais um dos municípios que terão o serviço de distribuição de energia elétrica ampliado.

O governador Antonio Denarium assinou a ordem de serviço para que sejam iniciados os trabalhos da ampliação da rede elétrica para dar mais qualidade aos moradores. A solenidade ocorreu na tarde desta sexta-feira, 12, no Palácio Senador Hélio Campos.

Na visão do governador, estruturar os municípios com obras de eletrificação é fundamental para promover o Estado. "A execução da obra será de grande relevância para melhorar a eficiência do sistema de iluminação pública das localidades contempladas, além de oferecer melhorias no fornecimento de energia elétrica com ampliações visando atender e beneficiar famílias desassistidas dos serviços de atendimento com energia elétrica", destacou o governador.

Locais atendidos

Segundo o secretário de Infraestrutura, Edilson Damião, o projeto de eletrificação rural será executado em um prazo de dez dias e inclui instalação de iluminação pública com tecnologia de LED.

"A abra consiste da construção de rede elétrica trifásica na vicinal 3 Cujubim, em estruturas de concreto, incluindo subestações de 5kVA; ampliação de rede em média e baixa tensão, incluindo Iluminação LED nos distritos de Vista Alegre, Petrolina do Norte, Novo Paraiso e Vila Km 55, e instalação de sistema de iluminação moderna com tecnologia LED nas Vilas São José, Vila do KM 75 e Vila Jatobá. A BR 432 também será contemplada", pontuou Damião.

Investimentos de quase R$ 3 milhões

Ao todo, o Governo de Roraima irá investir na obra R$ 2.964.704,00, que começa a ser executada de forma imediata, com recurso oriundo de emenda parlamentar da deputada estadual Catarina Guerra (SD).

"Com esses recursos, daqui a cinco meses os moradores de Caracaraí terão mais conforto, segurança e melhores condições de trabalho. O povo de Caracaraí merece e eu estou muito feliz por contribuir com isso", ressaltou a parlamentar.

Veja os benefícios da implantação de tecnologia de LED

  • Melhora o nível de iluminamento nas ruas;
  • Reduz o consumo de energia com uso de luminárias com tecnologia mais moderna;
  • Melhora a qualidade de vida da população;
  • Maior segurança no tráfego de veículos/pedestres;
  • Utiliza luminárias eficientes de vida mais longa e com menos defeitos;
  • Substitui o sistema de iluminação existente que tem mais de dez anos e baixíssimo conceito de eficientização e pontos de defeitos, além de locais sem os serviços de iluminação.

 

Os secretários de Cultura, Sherisson Oliveira e o adjunto Jaffe Oliveira, e equipe da Secult (Secretaria de Cultura) visitaram nesta quinta-feira, 11, a Exposição Cultural Cecy Brasil, que ocorre no Sesc Mecejana com visitas agendadas até dia 15 de abril.

De acordo com o secretário adjunto de cultura, Jaffe Oliveira, a ação faz parte de uma série de visitas que a Secult realiza a artistas culturais renomados do estado de Roraima com a proposta de receber sugestões e um feedback para ações realizadas pela Pasta.

“É gratificante contemplar essa exposição do Patrimônio histórico de Roraima, onde é possível ver em forma de aquarela os prédios que fazem parte da história de Roraima. É muito prazeroso vir conhecer um pouco mais da nossa história e contemplar belezas de artistas tão renomadas em Roraima”, disse Jaffe.

Ele aproveitou a oportunidade para convidar a população a conhecer e contemplar, por ser uma exposição enriquecedora, e mesmo durante a pandemia, que está muito difícil as pessoas terem acesso a esse tipo de cultura, porém há o agendamento que evita a aglomeração.

O agendamento prévio pode ser feito por meio do telefone 981223683. A exposição ocorre até o dia 15 de abril, das 08h às 12h, e das 14h às 18 horas.

A ARTISTA

Autodidata, pesquisadora, escritora, conferencista sobre a história, lendas e costumes de Roraima, Cecy Brasil apresenta sua exposição ‘Patrimônio Histórico Arquitetônico de Roraima’, em formato virtual (www.sescrr.com.br) e presencial, até o dia 15 de março de 2021. A entrada é gratuita.

A exposição ‘Patrimônio Histórico Arquitetônico de Roraima’ reúne 35 obras sobre tela, sendo 22 telas em aquarela pintadas pela artista plástica Perpe Brasil, e 13 telas em técnica de arte popular moldadas pela artista plástica e artesã Petita Brasil. A exposição levanta importantes discussões sobre memória, patrimônio e preservação da história do Estado.

 

O Centro de Referência e a Maternidade, do Governo do Estado, possuem cerca de 1.300 servidoras e são geridas quase que totalmente por mulheres. Para a médica Cristiane Born, que há 13 anos atua na Maternidade e há quatro meses está à frente da Diretoria Técnica da unidade, o trabalho na gestão é uma extensão das atividades realizadas na sua vida.

“Para mim, é uma honra ser gestora da Maternidade. É como ser uma mulher em qualquer outro momento da vida. A gente acorda de manhã, cuida da família e da casa e sai para trabalhar. E aqui nos dedicamos da melhor forma possível, cuidando desse ambiente como se fosse a nossa segunda casa. Nós, mulheres, sempre fomos as donas do lar, coordenadoras, e estar na gestão é ter a oportunidade de trazer essa experiência que vamos adquirindo desde pequenas”, explica.

Já para a médica Marilia Pinto, que está à frente do Centro de Referência, fazer parte da gestão de uma unidade de Saúde é ter a oportunidade de mostrar que as mulheres têm toda a capacidade e potencial para assumir um papel de liderança e realizar um serviço de excelência.

“Entendemos que a mulher é um ser social fundamental na permanência e estabilidade das famílias, cada vez mais atuantes. As mulheres são protetoras importantes, muitas são provedoras de suas famílias e comungam uma série de habilidades e atividades. Por isso que o cuidado com o corpo precisa ser aperfeiçoado e a gente precisa buscar isso e garantir que a saúde da mulher seja preservada a todo custo, porque ela é um elemento importante de sustentação social”, observa.

Atendimento especializado para tratamento de doenças graves em mulheres

A cada dia que passa, o público feminino demonstra mais força e empoderamento, mas é preciso reforçar que apesar de toda a versatilidade, as mulheres devem reservar um momento na rotina para se cuidar.

E quando o assunto é cuidado com a saúde, a prevenção está em primeiro lugar e inclui o olhar atento aos sinais de alerta. Na rede estadual de saúde, é possível manter a prevenção, acompanhamento e tratamento de doenças graves, como o câncer de mama e de colo do útero, que de acordo com o Inca (Instituto Nacional de Câncer) possuem maior incidência entre as mulheres no Brasil e no mundo.

No CRSM (Centro de Referência de Saúde da Mulher Maria Luíza Castro Perin), foram realizados em 2020 mais de 26.800 atendimentos entre consultas nas áreas de mastologia, obstetrícia, endocrinologia, cardiologia, medicina fetal (malformações fetais), consultas da enfermagem obstétrica para a estratificação de risco, patologia do trato genital interior, além do serviço de planejamento familiar, ultrassonografias, exame de ecocardiografia fetal, entre outros.

De acordo com a médica Maria Cátia, que atua no CRSM, todas as mulheres precisam estar atentas sobre a importância do diagnóstico precoce, fundamental para aumentar as chances de cura do câncer de mama. “O câncer de mama é uma doença muito frequente, de mortalidade muito alta, e as chances de cura quando a doença é detectada precocemente girando em torno de 98%, porém, é totalmente proporcional à época em que é realizado o diagnóstico”, diz a médica.

No HMINSN (Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth), as mulheres também recebem acompanhamento especial. A Maternidade, que em 2020 realizou mais de 10.200 partos, também disponibiliza diversos serviços importantes para melhorar cada vez mais o acolhimento às mulheres que buscam a unidade, entre eles, o Método Canguru, que promove a integralidade do recém-nascido e sua família, com cuidados especiais desde o pré-natal, acompanhamento durante o nascimento e internação tanto na UTI Neonatal quanto na Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Convencional.

“Esse acompanhamento é feito mesmo antes de o bebê do nascer e continua até depois da internação. Tudo isso para reforçar o acolhimento e humanizar cada vez mais os cuidados com os recém-nascidos e suas mães que buscam a Maternidade”, disse a diretora de Ensino e Pesquisa em exercício, Larissa Wandemberg.

Terça, 15 Dezembro 2020 19:26

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado. As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 139.801 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes 66.574 foram confirmados, sendo 13.545 por RT-PCR e 53.029 por teste rápido, 73.227 foram descartados, sendo 13.211 por RT-PCR e 60.016 por teste rápido e 764 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 824 em Alto Alegre, 553 no Amajari, 49.918 casos foram notificados em Boa Vista, 1.309 em Bonfim, 1.415 no Cantá, 1.378 em Caracaraí, 1.134 em Caroebe, 561 em Iracema, 1.421 em Mucajaí, 389  em Normandia, 1.766 em Pacaraima, 1.945 em Rorainópolis, 903 em São João da Baliza, 277 em São Luiz e 996   em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 1.100 em Alto Alegre, 707 em Amajari, 55.763 notificações ocorreram em Boa Vista, 2.083 em Bonfim, 800 no Cantá, 1.745 em Caracaraí, 1.331 em Caroebe, 764  em Iracema, 1.726 em Mucajaí, 368  em Normandia, 672 em Pacaraima, 2.772 em Rorainópolis, 950 em São João da Baliza, 427 em São Luís e 411 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 764 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 18 em Alto Alegre, 16 em Amajarí, 563 no município de Boa Vista, 14 no Bonfim, 14 no Cantá, 17 em Caracaraí, 08 em Caroebe, 06 em Iracema, 16 em Mucajaí, 18 em Normandia, 29 em Pacaraima, 27 em Rorainópolis, 03 em São João da Baliza, 05 São Luiz e 05 em Uiramutã.

Além disso, 63.101 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 763 em Alto Alegre, 513 em Amajari, 47.271  são de Boa Vista, 1.241 de Bonfim, 1.342 no Cantá, 1.343 em Caracaraí, 1.084 em Caroebe, 548 em Iracema, 1.245 em Mucajaí, 387 em Normandia, 1.705 em Pacaraima, 1.926 em Rorainópolis, 874 em São João da Baliza, 177 de São Luiz e 982 em Uiramutã.

Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

 

Várias motocicletas que estavam paradas no pátio da Delegacia de Polícia de Normandia, algumas com mais de 10 anos, foram encaminhadas, nessa quinta-feira (29), para o pátio do TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima) e serão leiloadas.

São 30 veículos oriundos de diversos procedimentos referentes à restrição de roubo e furto, além dos apreendidos em ações policiais. Em setembro, teve início o levantamento de todos os procedimentos relativos aos veículos e, em tempo recorde, eles estão sendo retirados da Delegacia por uma equipe do Tribunal de Justiça.

Conforme explicou a delegada titular do município, Carol Fernandes, os proprietários nunca compareceram para retirar as motocicletas.

“Agora, em posse do Judiciário, essas motocicletas passarão por um processo legal que as tornará aptas para leiloar. Para nós, isso é importante, pois 30% do valor leiloado voltarão para Polícia e o recurso poderá ser aplicado em melhorias. Vejo como de extrema importância essa ação e aproveito o ensejo para enaltecer o trabalho do Judiciário, em especial do juiz Jaime Plá Pujades de Ávila”, afirmou a delegada.

Os transtornos causados pelos veículos também foram destacados pela delegada. “Enquanto estavam aqui no pátio da delegacia, acumulavam, por exemplo, água parada, servindo de criadouro para mosquitos. Além da própria deterioração, deixando um ambiente cheio de sucata e desagradável para todos”, afirmou. 

PRIMEIROS RESULTADOS – O delegado Geral da PCRR (Polícia Civil de Roraima), Herbert de Amorim Cardoso, vem orientando os delegados das unidades que têm veículos apreendidos e que não foram procurados pelos donos, para fazer esse levantamento e os encaminhar ao Tribunal de Justiça para leilão.

“Isso tudo faz parte do processo de reestruturação das nossas delegacias, uma determinação do governador Antonio Denarium. Além das reformas que já estão em andamento, estamos buscando reorganizar toda a casa. Atualizando processos, melhorando a qualidade de trabalho dos servidores, limpando os ambientes, pois sabemos que tudo isso, além de otimizar o serviço, traz retorno para a população na prestação de um serviço mais eficiente”, concluiu o delegado.

 

As inscrições do PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) estão abertas até o dia 31 de julho. Os agricultores e entidades que estiverem interesse em participar podem se inscreverem por meio das CPRs (Casas do Produtor Rural), localizadas nas sedes dos municípios.

O PAA é um programa federal, coordenado no Estado pelo Governo de Roraima, por meio da Seapa (Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Somente neste ano, 110 agricultores já foram atendidos e 100 entidades beneficiadas, totalizando R$ 340 mil em compras de produtos da agricultura familiar roraimense.

Conforme a coordenadora do PAA na Seapa, Paula Silva, os agricultores já inscritos este ano não precisam se cadastrar novamente. “Nós vamos cadastrar todos automaticamente. Eles apenas necessitam assinar um termo de compromisso posteriormente. Agora, para quem ainda não está cadastrado, é a oportunidade de fazer parte do programa ainda”, explicou.

De acordo com o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Emerson Baú, o PAA é estratégico com uma estrutura de Governo, principalmente para um Estado como Roraima, onde a agricultura familiar consegue encontrar nele uma alternativa para viabilizar a comercialização dos seus produtos.

“Entendendo que o foco do PAA é para aquisição dos produtos excedentes da agricultura familiar, então, é uma alternativa. As orientações técnicas de produção já estão sendo baseadas e pensadas nos produtos que o PAA pode adquirir ano que vem, para não ficar restrito a apenas a alguns produtos. Nós queremos ampliar a gama de produtos ofertados”, afirmou Emerson Baú.

O secretário enfatizou, ainda, a importância do PAA para os agricultores e para as entidades beneficiadas. “Esses produtos são distribuídos em escolas, em creches e nas unidades de saúde, por exemplo. O PAA proporciona uma alternativa de rentabilidade para o produtor rural, que não perde mercadoria e ainda tem a segurança de receber por meio do programa”, destacou.

O produtor rural deve observar o horário de funcionamento da CPR do seu município, pois por conta da pandemia, elas estão com horários diferenciados. Deve se atentar também para as normas de segurança e higiene estabelecidas para o recebimento dos produtos na CPR, como medida de prevenção e combate à COVID-19. 

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA - Os documentos necessários para agricultores são: RG, CPF e DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf), que deve estar válida no ato da inscrição.

Já para as entidades beneficiárias, os documentos necessários para inscrição são: cópia de inscrição no CNPJ (Cadastro de Pessoa Jurídica); cópias dos documentos de identificação de dois responsáveis pela unidade recebedora; Carteira de Identidade, CPF e comprovante de residência atualizado dos responsáveis pela unidade recebedora; comprovante de inscrição da entidade no Conselho Municipal de Assistência Social (certificado); uma foto 3x4 dos representantes, salvo aqueles com Carteira de Identidade emitida com no máximo 10 anos da data de emissão.

PAA - Criado em 2003, o PAA é uma ação do Governo Federal para colaborar com o enfrentamento da fome e da pobreza no Brasil e, ao mesmo tempo, fortalecer a agricultura familiar. Para isso, o programa utiliza mecanismos de comercialização que favorecem a aquisição direta de produtos de agricultores familiares ou de suas organizações, estimulando os processos de agregação de valor à produção. Cada agricultor pode fornecer até R$ 6,5 mil em produtos por ano.

 

Domingo, 28 Junho 2020 21:36

COMUNICADO

O Governo de Roraima, por meio da Sesau (Secretaria de Saúde), e do COERR (Centro de Operações Especiais de Saúde Pública de Roraima) torna pública a divulgação do BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO PARA ATUALIZAÇÃO SOBRE O CORONAVÍRUS.

A divulgação da situação epidemiológica com relação à doença faz parte do Plano de Contingenciamento montado pelas autoridades de saúde do Estado.

As publicações vão ocorrer diariamente no site da Sesau (www.saude.rr.gov.br) e no portal roraimacontraocorona.rr.gov.br.

A nova atualização informa o Estado contabiliza até o momento 25.
157 notificações para a COVID-19, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde.

Destes, 14.
459 foram confirmados segundo município de residência, sendo 6.070 por RT-PCR e 8.389 por teste rápido, 10.698 foram descartados e 281 óbitos.

Com relação apenas as confirmações para a doença, 21
9 em Alto Alegre, 137 no Amajari, 10.942 casos foram notificados em Boa Vista, 146 em Bonfim, 354 no Cantá, 136 em Caracaraí, 336 em Caroebe, 86 em Iracema, 273 em Mucajaí, 75 em Normandia, 628 em Pacaraima, 494 em Rorainópolis, 283 em São João da Baliza, 74 em São Luiz e 39 em Uiramutã.

Já sobre os casos descartados, 26
5 em Alto Alegre, 113 em Amajari, 8.371 notificações ocorreram em Boa Vista, 147 em Bonfim, 156 no Cantá, 156 em Caracaraí, 161 em Caroebe, 97 em Iracema, 438 em Mucajaí, 50 em Normandia, 134 em Pacaraima, 217 em Rorainópolis, 107 em São João da Baliza, 69 em São Luís e 13 em Uiramutã.

O Estado também contabiliza 281 óbitos por Coronavírus (COVID-19), 05 em Alto Alegre, 04 em Amajarí, 225 no município de Boa Vista, 04 no Bonfim, 06 no Cantá, 01 em Caracaraí, 02 em Caroebe, 01 em Iracema, 03 em Mucajaí, 04 em Normandia, 14 em Pacaraima, 08 em Rorainópolis, 02 em São João da Baliza, e 01 em Uiramutã.

Além disso, 4.370 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados.

Deste total, 53 em Alto Alegre, 31 em Amajari, 3.384 são de Boa Vista, 77 de Bonfim, 151 no Cantá, 33 em Caracaraí, 65 em Caroebe, 08 em Iracema, 58 em Mucajaí, 13 em Normandia, 173 em Pacaraima, 142 em Rorainópolis, 37 em São João da Baliza, 51 de São Luiz e 06 em Uiramutã. Por conta do crescimento de casos, a OMS (Organização Mundial de Saúde) declarou que o mundo vive uma pandemia da doença.

O Detran (Departamento Estadual de Trânsito de Roraima) lançou nesta quinta-feira (19)  o Sistema Integrado de Vistoria Eletrônica Veicular. A novidade tem como objetivo modernizar a atividade de vistoria com mais agilidade na execução do serviço, economia de papel e a redução em 60% aproximadamente do tempo de espera.

Por meio de novos equipamentos de captura de imagens e leitura da placa, será mais fácil e rápido identificar o veículo e rastreá-lo no sistema do Departamento. Todo o processo da vistoria é registrado e enviado automaticamente para o banco de dados do Detran, o que traz mais segurança para o cidadão e o Órgão.

A segurança dos dados serão armazenados em nuvem integrados ao sistema Detran, e a segurança pelos registros fotográficos e filmagens evitarão qualquer tentativa de fraude.

O presidente do Detran Igo Brasil explicou que o sistema de vistoria eletrônica é uma das metas previstas no planejamento estratégico do Departamento.

 “Estávamos trabalhando na tentativa de implantar o sistema desde o início do ano. Na semana passada tivemos um treinamento com os servidores, hoje finaliza a fase de testes e começamos a operar nos veículos de pequeno porte e as motocicletas”, disse.

De acordo com o ele, a partir de janeiro o sistema passa a atender os caminhões e veículos de maior porte, como ônibus e carretas.

 “Será implantada também a vistoria nas unidades descentralizadas do Detran-RR. É um projeto de médio a longo prazos, a instalação nos interiores, mas a nossa meta é colocar esse sistema em todas as unidades que prestam o serviço de vistoria”, complementou.